Autenticar

Login to your account

Username *
Password *
Remember Me
Publicidade
Publicidade

Curtas notas biográficas de António Repinga

Na década de 1950, o Estado Novo português atribuiu a designação de província ultramarina a todas suas colónias, abolindo o conceito de “Império Colonial Português”. Esta foi uma estratégia encontrada para evitar que Portugal fosse visto como uma potência colonial, nos fóruns internacionais.

Assim, Moçambique, por exemplo, deixou, aparentemente, de ser uma colónia e foi integrado a Portugal. Aquela medida, para além de ter evitado que Moçambique recorresse às entidades internacionais para pôr fim ao regime colonial, teve impacto no desporto.

A exemplo disso, os campeonatos nacionais já podiam juntar atletas de Moçambique, Angola, Cabo Verde, etc., em Portugal. Ademais, os desportistas das províncias ultramarinas podiam representar Portugal.

Depois desta pequena explicação, a revista Biografia transcreve, em seguida, o texto do cronista Victor Pinho, que foi uma das grandes figuras do atletismo moçambicano. Na sua redacção, o autor revela quem terá sido o atleta que tem em sua homenagem, um circuito físico, na baixa da capital moçambicana.

054 600x437

António Panganhane Repinga nasceu em Lourenço Marques, actual cidade de Maputo, a 20 de Março de 1940.

Repinga foi um grande fundista (corredor de longas distâncias) e representou sempre o Clube Ferroviário de Lourenço Marques, actual Ferroviário de Maputo. Por várias vezes foi internacional em representação de Moçambique e de Portugal.

Corredor de meio-fundo e fundo foi o primeiro atleta moçambicano a fazer uma maratona, tendo sido esta experiência um verdadeiro drama para o atleta.

A prova de maratona (42.183 metros) organizada pela primeira vez em Moçambique, no dia 5 de Maio de 1962, contou com a participação do atleta do Ferroviário L. Marques, António Repinga, em representação de Portugal. Antes da prova, Repinga fez testes com Dr. Couto Júnior, tendo ficado apto para fazer a distância. António Repinga preparou-se devidamente para a prova, e como morava no km 17.500 da Machava, fez 16 km de estrada, durante quatro dias.

Relatemos a prova. A maratona contou com a participação de sete atletas. Após a partida, os sul-africanos comandaram a prova e António Repinga acompanhou-os. Aos 30 km o sul-africano J. Foster “esticou”, colocando um forte andamento, mas Repinga não foi atrás, mantendo-se colocado no 2.º lugar, com alguma distância dos restantes atletas. Perto do Liceu sente o músculo de uma das pernas a prender, ainda assim, continua a correr. Ao chegar à rotunda da Doca de Pescas, alguém que se encontrava a assistir a prova, molhou-lhe da cabeça aos pés, encharcando-lhe completamente. Foi aí que a sua perna voltou a ter uma contracção muscular, mas com grande sacrifício e dores horríveis continuou a correr, entrando ainda no Estádio Paulino Santos Gil, onde tinha de dar oito voltas à pista para terminar a corrida. Apenas conseguiu fazer quatro voltas, pois ao iniciar a quinta, uma fortíssima dor impediu-lhe de continuar a correr e até de andar e desistiu.

O Ferroviário entendeu dar ao seu atleta três dias de descanso, tendo-lhe sido fornecido um bom rancho. A direcção entregou-lhe uma carta de reconhecimento pela extraordinária prova que fez, mas que infelizmente não pôde terminar, conforme relatou António Repinga, numa entrevista que deu à comunicação social.

043

A 9 de Maio de 1962 foi considerado a “Figura da Semana” pelo brio com que representou Portugal, na primeira maratona realizada em Moçambique.

Mais tarde, a ADALM concedeu-lhe uma medalha de mérito pela sua participação na prova.

Em 1964, em representação de Moçambique, no Torneio Internacional de Bulawayo (cidade do Zimbabwe), António Repinga venceu destacado a prova de maratona, com o tempo de 2h.38m.32s. O técnico rodesiano Dr. Strong afirmou na altura, que António Repinga tinha valor suficiente para ir aos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A 11 de Julho do mesmo ano, a direcção do CFLM homenageou o atleta com um jantar de despedida, pois o mesmo iria para Portugal (Metrópole) fazer a sua preparação para os campeonatos nacionais e provas internacionais.

Fez parte da Selecção de Moçambique, que esteve presente nos Campeonatos Nacionais em Portugal, tendo competido nos 5.000 e 10.000 metros. A 30 de Julho, no Estádio José Alvalade (Lisboa), António Repinga participou na prova dos 20.000 metros e estabeleceu os recordes de Moçambique dos 10.000m, 15.000m, 20.000m.

Participou no I Torneio Porto/Lourenço Marques que se realizou na cidade do Porto, nos dias 19 e 20 de Agosto de 1964.

Como convidado e em representação de Moçambique, venceu a corrida de S. Silvestre, em Luanda. Os jornais destacaram a sua extraordinária prova, conquistada com facilidade.

Na inauguração do Estádio Salazar [actual Estádio da Machava] a 30 de Junho de 1968, participou na prova de 3000 metros, vencida por LePan da África do Sul, tendo ficado em 4.º lugar.

Foi convidado pela ADALM a competir nos Torneios de divulgação do Atletismo, que se realizaram em Gaza e Inhambane.

061

Resultados do Atleta:

1962

14/01/1962   – Campeonatos de Juniores e Provas Extras
5.000 m – 1.º lugar – 16.46,2 seg.
1.500 m – 1.º lugar – 4.24, 2 seg.

21 e 22/01/1962   – Campeonatos de Seniores
800 m – 3.º lugar –2.12,6 seg.
4×400 m –  CFM – 1.º lugar – 3.48,8 seg. (F. Coelho, L. Boavida, A. Repinga e D. Larsen).

03 e 04/02/1962   –Taça José Crisóstemo Ferreira
1.500 m – 1.º lugar – 4.19,0 seg.
10.000 m – 1º. lugar – 35.07,1 seg.

12/02/1962   – Torneio de Encerramento
1.500 m – 2.º lugar –4.27,9 seg.
Estafeta Olímpica  –  CFM – 2.º lugar – 3.45,8 seg. (Lourenço Mário,  António Repinga, Luís Boavida e A. Castro).

02/05/1962 – Ranking de 1962 de Resultados do Atleta
10.000 m – 5.º lugar do Ranking Nacional – 35.07,1 seg.

09/05/1962 –  “Atleta da Semana” – António Repinga pelo empenho e brio com que representou Portugal na 1.ª maratona que se realizou em Moçambique.

24/07/1962 – Légua da 24 de Julho
1.ºlugar – António Repinga (CFM) – 14.58,6 seg.

25/11 e 02/12/1962 – Taça José Crisóstemo
10.000 m – 1.º lugar – 33.59,2 seg.

08 e 09/12/1962 – Taça Moniz Pereira
10.000 m – 1.º lugar – 32.45,2 seg.

20/12/1962 – Légua do Natal
1.º lugar – António Repinga(CFM) – 14.58,6 seg.

22 e 23/12/1962 – Torneio de Encerramento
1.500 m – 2.º lugar – 4.28,2 seg.

1963

29/12 /62 e 06/01/63 – Taça José Bento
1.500 m – 3.º lugar – 4.29,8 seg.
5.000 m – 1.º lugar – 15.58,2 seg.
10.000 m – 1.º lugar – 33.20,8 seg.

10 e 11/02/1963 – Torneio Internacional com a Equipa da A.S. – Witwatersrand
10.000 metros:

1.º lugar – António Repinga (LM) – 33.22,4 seg.

5.000 metros:

3.º lugar – A. Repinga (LM) – 16.00,2 seg.

17/02/1963 –  Campeonatos de Juniores e provas extras
5.000 m – 1.º lugar – 15.31,4 seg.
1.500 m – 1.º lugar – 4.17,1 seg.

24/02/1963 – Campeonatos de Seniores
5.000 m – 2.º lugar – 18.16,5 seg.
10.000 m – 1.º lugar – 33.01,1 seg.

20/12/1963 – Légua do Natal
1.º lugar – António Repinga (CFM) – 14.32,8 seg.

1964

15 e 16/02/1964 – Campeonatos de Juniores e provas extras
5.000 m – 1.º lugar – 16.18,7 seg.
1.500 m – 1.º lugar – 4.22,3 seg.

22 e 23/02/1964 – Campeonatos de Seniores
5.000 m – 1.º lugar – 15.58,8 seg.
10.000 m – 1.º lugar – 32.07,6 seg.

11/04/1964 – Provas de Seleção
1.500 m – 2.º lugar – 4.15,5 seg.

23/04/1964 – Torneio Internacional em Bulawayo (Rodésia)
Maratona – 1.º lugar – 2h.38m.32 seg. – Recorde de Moçambique.

10/06/1964 – Torneio “10 de Junho”
5.000 m – 1.º lugar – 15.51,0 seg.

05 e 19/07/1964 – Torneio dos Seis
5.000 m – 1.º lugar – 15.43,7 seg.

27/07/1964 – Estádio José Alvalade – Lisboa
Vencedor Armando Aldegalega do Sporting de Portugal.
15.000 m – 2.º lugar – 47.46,8 seg – Recorde de Moçambique.
20.000 m – 2.º lugar – 1h.05m,36,4 seg – Recorde de Moçambique.
Hora – 2.º lugar – 28.336 m – Recorde de Moçambique

16 e 17/08/1964 – Campeonatos Nacionais –Portugal
10.000 m – 4.º lugar – 31.52,8 seg.
5.000 m – 9.º lugar – 15.48,6 seg.

19 e 20/08/1964 –  1.º Torneio Porto/Lourenço Marques
10.000 m – .1º lugar – 31.42,7 seg.
5.000 m – 2.º lugar – 15.11,0 seg.

1965

03/01/1965 – S. Silvestre de Luanda (Angola)
1.º lugar – António Repinga (L.Marques) – 22.58,0 seg.

23 e 24/01/1965 – Torneio de Abertura
1.500 m – 1.º lugar – 4.32,4 seg.

13 e 14/02/1965 – Torneio Internacional com a Universidade de Witwatersrand
10.000 m – 1.º lugar – 33.31,5 seg.
5.000 m – 1.º lugar – 15.38,3 seg.

20 e 21/02/1965 – Campeonatos de Seniores
5.000 m – 1.º lugar – 16.28,2 seg.
1.500 m – 3.º lugar – 4.26,2 seg.
10.000 m – 1.º lugar – 33.26,6 seg.

1967

22 e 23/07/1967 – Campeonatos Regionais de Seniores
5.000 m – 2.º lugar – 16.32,3 seg.

24/07/1967 – Légua “24 de Julho”
1.º lugar – Ant. Repinga (CFM) – 16,20,0 seg.

1968

Légua dos Dez
1.º António Repinga (CFM) – 14.04,06 seg.

27 e 28/04/1968 – Torneio de Abertura
1.500 m – 2.º lugar – 4.28,2 seg.

04 e 12/05/1968 – Taça Casa Lido
800 m – 6.º lugar – 2.23,0 seg.
5.000 m – 2.º lugar – 16.02,0 seg.

30/06/1968 – Inauguração do Estádio Salazar – Machava
3.000 metros:

4.º lugar – António Repinga (CFM) – 9.14,6 seg.

26/07/1968 –Légua “24 de Julho”
1.º António Repinga (CFM) – 16.11,0 seg.

20 e 21/08/1968 – Troféu Somorel
5.000 m – 1.º lugar – 17.24,4 seg.

10 e 11/08/1968 – Campeonatos Regionais de Seniores
5.000 m – 1.º lugar – 15.53,2 seg.
10.000 m – 1.º lugar – 32.23,0 seg.

15/08/1968 – 1.º Grande Prémio de Gaza
3.000 m – 2.º lugar – 9.09,2 seg.

Classificação do Grande Prémio
António Repinga – 5.º lugar – 3.000 m – 726 pontos.

17 e 18/08/1968 – 1.º Grande Prémio de Inhambane
1.500 m – 3.º lugar – 4.17,6 seg.
5.000 m – 1.º lugar – 15.37,1 seg.

12 e 13/10/1968 – Campeonatos Provinciais de Seniores
5.000 m – 1.º lugar – 16.19,4 seg.
10.000 m – 1.º lugar 33.52,6 seg.

1969

12 e 13/7/1969 – Torneio de Iniciados e Provas Extras
2.000 m – 3.º lugar – 6.10,9 seg.

16,17 e 23/8/1969 – Campeonatos Regionais de Juniores e Provas Extras
5.000 m – 1.º lugar – 16.18,0 seg.

20 e 21/9/1969 – Campeonatos Regionais de Seniores
10.000 m – 1.º lugar- 32.18,7 seg.

4,5,11 e 12/10/1969 – Taça Casa Lido
10.000 m – 1.º lugar- 3.15,0 seg.
5.000 m – 1.º lugar – 15.48,6 seg.

01/11/1969 – Torneio de Inscrição Livre
3.000 metros:
2.º lugar – António Repinga – 9.19,0 seg.

08 e 09/11/1969 – Taça FoziaCassamo
10.000 m – 2.º lugar – 35.27,6 seg.

15 e 16/11/1969 – Provas de Preparação
5.000 m – 1.º lugar – 15.49,0 seg.

22/11/1969 – Provas de Preparação
10.000 m – 1.º lugar – 33.10,6 seg.

1970

29 e 30/08/1970 – Campeonatos regionais de Seniores
10.000 m – Desistiu.
5.000 m – 1.º lugar – 15.54,0 seg.

26/07/1970 – Légua “24 de Julho”
1.º lugar – António Repinga (CFM) – 15.48,8 seg. – Recorde da prova.

1971

22 e 23/05/1971 – Taça FoziaCassamo
10.000 m – 3.º lugar – 34.48,4 seg.
5.000 m – 1.º lugar – 15.58,8 seg.

28/06/1971 – CAA- Classe Regional para António Repinga.

10 e 11/07/1971 – Campeonatos Regionais de Seniores

5.000 m – 2.º lugar – 16.37,3 seg.

24/07/1971 – Légua “24 de Julho”

5.º lugar – António Repinga (CFM) – 16.50,1 seg.

Correram nesta prova 22 atletas e a classificação final por equipas:
1.º CFM – 7 pontos
2.º SCLM – 24 pontos

Ranking de 1971

5.000 metros:
António Repinga (CFM) – 15.58,7 seg.
Luís Cossa (GDLM) – 15.59,2 seg.
José Nhiuana (SCLM) – 15.59,8 seg.
Francisco Ducodo (CFM) – 16.22,5 seg.
Batista Chocola (CFM) – 16.35.0 seg.

10.000 metros:
José Nhiuana (SCLM) – 33.22,5 seg.
Francisco Ducodo (CFM) – 34.27,4 seg.
Batista Chocola (CFM) – 34.35,5 seg.
António Repinga (CFM) – 34.48,3 seg.

Recordes das provas de Meio-Fundo e Fundo de Moçambique
1000 m – José Silveira (CFM) – 1974 – 2.24,4 seg.
Milha – José Silveira (CFM) – 1974 – 4.17,4 seg.
2.000 m – José Silveira (CFM) – 1974 – 5.35,0 seg.
3000 m – José Silveira (CFM) – 1973 – 8,32,4 seg.
5.000 m –   Amândio Piçarra (SCLM) – 1962 – 14.49,8 seg.
10.000 m – António Repinga (CFM) – 1961 – 31.23,4 seg.
15.000 m – António Repinga (CFM) – 1964 – 48.50,6 seg.
20.000 m – António Repinga (CFM) – 1964 – 1h.05m.36,4 seg.
Hora – António Repinga (CFM) – 1964 – 18.336 metros.
Maratona – António Repinga (CFM) – 1964 – 2h.38m.32 seg.

Resultados das Légua do Natal de Moçambique
1952 – Francisco Bila (SCLM) – 17.20,2 seg.
1953 – Não se realizou.
1954 – Adriano José (SCLM) – 16.12,8 seg.
1955 – Adriano José (SCLM) – 15.20,6 seg.
1956 – Fausto Archer (SCLM) – 14.23,0 seg – Recorde da Prova.
1957 – Fausto Archer (SCLM) – 14.46,2 seg.
1958 – Alfredo Mabombo (CFM) – 15.28,2 seg.
1959 – João Fragoso (SCLM) – 16.43,9 seg.
1960 – António Repinga (CFM) – 16.41,1 seg.
1961 – Fausto Archer (CFM) – 14.39,4 seg.
1962 – António Repinga (CFM) – 14.58,6 seg.
1963 – António Repinga (CFM) – 14.32,8 seg.
1964 – António Repinga (CFM) – 15.23,0 seg.
1965 – António Repinga (CFM) – 15.20,5 seg.
1966 – Martins Mulau (CFM) – 15.00,3 seg.
1967 – Luís Cossa (GDLM) – 15.05,4 seg.
1968 – António Repinga (CFM) – 15.04,6 seg.
1971 – Mário António (SCLM) – 15.04,9 seg.
1973 – José Silveira (CFM) – 15.49,4 seg

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade

Publicidade

ITL está recrutar professores

DIRECÇÃO GERAL

DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS

ASSUNTO: Concurso Público nº 202/930/DG-ITL/DA-RH/2017

O Instituto Técnico Lugenda (ITL) é uma Instituição de ensino Técnico-Profissional, com Sede na Beira, Av, Samora Machel, nº 3160, bairro Maquinino, cidade da Beira, que tem como principal tarefa a Formação de profissionais de saúde de nível médio.

Inscrições abertas para exames de admissão no ITL

COMO FREQUENTAR OS CURSOS DO INSTITUTO TÉCNICO LUGENDA (ITL)

Cursos Ministrados no ITL

Cursos de Saúde

  • Enfermagem Geral;
  • Enfermagem de Saúde Materno Infantil;
  • Técnicos de Farmácia;
  • Técnicos de Medina Preventiva; e
  • Técnicos de Medicina Geral.

Curso de culinária infantil

As férias escolares já iniciaram e o natal vem aí. A Escola de Culinária Arte e Profissão Tia Rosa convida a todos pais a inscreverem os seus filhos (10+) para, durante as férias, aprenderem a fazer pizza; bacalhau; lasanha; bolo-rei; bolo pudim; cupcake de natal; e biscoito de natal.

Audiência

857630
Hoje
Ontem
Esta Semana
Last Week
Este Mês
Último Mês
Desde 1 de Abril de 2016
34
4004
8060
118738
55559
69446
857630

Seu IP: 54.227.51.103
2017-12-19 00:06

Newsletter Biográfica

Seja o primeiro a saber: receba textos biográficos gratuitamente no seu e-mail

Seja Nosso Amigo No Facebook

Palavras-Chave Semilares

Publicidade

Showcases

Background Image

Header Color

:

Content Color

: